Seguidores

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Aécio anuncia prêmio por produtividade em Minas Gerais

O prêmio, em 2009, será pago proporcionalmente à nota alcançada pela escola. Dia 7 de outubro sairá juntamente ao salário referente ao mês de setembro. Bom para aquelas equipes (escolas) que trabalham seriamente, com objetivos claros quanto ao desenvolvimento dos alunos.

Pena que em outras escolas, o que acontece é bem diferente: ambiente hostil, fofocas, brigas entre professores. Cobranças sem sentido, preocupação com aquilo que é secundário. Professores trabalhando sem vontade, cançados, exauridos.

Pedagogicamente o que se vê são trabalhos pouco consistentes. Os poucos projetos que existem ficam restritos a pequenos grupos de professores que levam no peito e na raça enquanto o resto da equipe vê tudo de camarote.

A interdisciplinaridade não existe. Não há clima para se trabalhar em grupo.

O fato é que algumas escolas receberão os louros de seu trabalho e outras, continuarão com seus melindres e suas práticas sem sentido.

SEM MERECIMENTO NÃO HÁ PREMIAÇÃO. EM QUALQUER ASPECTO DA VIDA.

2 comentários:

  1. Querido Dan,

    Há profissionais e Profissionais.Deposito fé nas intenções do Governo ao promover em seus órgãos a premiação por produtividade. Claro que é um grande incentivo para seus servidores, que diante da possibilidade do PRÊMIO, sentem-se estimulados a um melhor desempenho e à superação de metas.É como nas grandes empresas nacionais e multinacionais que dividem seus lucros com funcionários estimulando sempre a competitividade sadia e, claro, visando o lucro. O que ocorre em muitas escolas da rede pública é a acomodação. Conheço vários profissionais gabaritados que estão fora das salas de aulas em detrimento de outros que passam as 4 horas esquentando a cadeira das salas de aulas enquanto os alunos fazem cópias e mais cópias. Mais uma vez: PREMIAÇÃO PARA QUEM MERECE!!!!

    ResponderExcluir
  2. Soninha - Carmo de Minas-MG1 de outubro de 2009 09:53

    O governo esta fazendo pouco caso dos professores contratados, visto que eles não vão receber o tão falado prêmio por produtividade. Isso caracteriza uma não produção dos mesmos.Todos deveriam ser valorizados, ninguem trabalha por hobe. Se trabalhamos é por que precisamos. A propaganda na televisão se aplica apenas em países de 1º mundo. O Brasil,infelizmente, está longe disso. Muita conversa mole, interesses politiqueiros, e demagogia em cima de nós professores.

    ResponderExcluir